ULTIMO SUSPIRO: FAMÍLIA SARNEY PLANEJA LANÇAR TRÊS CANDIDATOS EM 2018

22 de novembro de 2016 0 Por blogh
A priori, Roseana Sarney sairia candidata a deputada federal em 2018

A priori, Roseana Sarney sairia candidata a deputada federal em 2018

Nota publicada, nesta segunda-feira (21), na coluna Expresso, da revista Época, afirma que, em 2018, a família Sarney planeja contar com três candidatos ao Congresso Nacional: José Sarney (PMDB) ao Senado, pelo Amapá; o deputado Zequinha Sarney (PV) ao Senado, pelo Maranhão; e Roseana Sarney (PMDB) a deputada federal pelo Estado.

No entanto, eles aguardam a votação em torno da PEC da Reeleição. Alimentam e disseminam que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), não poderá concorrer a reeleição. Porém, a proposta 113-A libera os atuais governadores eleitos em 2014 e até os substitutos e sucessores nesse mandato (2015/2019) para a disputa pela reeleição.

A PEC não ressalva o presidente da República. Pensavam na época que seria Dilma e, talvez por isso, não incluíram a Presidente na exceção prevista na regra de transição. E para incluir o presidente da República (e sucessor) na transição, Temer terá que assumir que pode ser candidato. E se fizer isso, será o início do fim da coalizão com o PSDB.

Dias antes da publicação dessa nota em Época, a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), mandou distribuir fotos com prefeitos do PMDB para alguns blogs, na tentativa de mostrar que tem muitos aliados e que isso pode, de alguma forma, “preocupar” o governador Flávio Dino (PCdoB) por conta de seus planos políticos.

Observadores da cena política, ao analisarem, ironizaram que, por conta dessa “reunião”, Flávio Dino “não iria nem dormir esses dias, só de ‘preocupado’”. Para eles, na verdade, Roseana apenas tenta ludibriar as pessoas para passar a imagem de que está “bem na fita”.

Pura ilusão. A ex-governadora apenas aproveitou o seminário promovido pela Famem (Federação das Associações dos Municípios do Estado do Maranhão), em São Luís, sobre transição municipal e início de governo, que contou com mais de 130 gestores, e arregimentou filiados do partido para uma “conversa” na casa do secretário-geral do partido, Remi Ribeiro.

Resumo da história, nenhum prefeito veio a São Luís somente para se reunir com Roseana Sarney. Eles vieram para o evento da Famem e ela, oportunamente, aproveitou para tirar uma “casquinha”, fazer fotos e mandar distribuir. Mesmo aproveitando o evento da Famem, ela não chegou a reunir os 22 prefeitos eleitos, como divulgado por setores da blogosfera. Para engrossar o caldo, foi preciso colocar na foto dirigentes, ex-deputados, deputados e toda a fauna possível para fazer número.