RESTANDO POUCOS DIAS PARA O FIM DO MANDATO, QUAL O LEGADO DEIXADO POR FILUCA MENDES?

8 de dezembro de 2016 0 Por blogh

Filuca-Mendes

A história nos ensina bem mais do que podemos ver, Filadelfo Mendes Neto é herdeiro político de uma família que teve como mentor e um dos principais oligarcas do país, José Sarney. Suas táticas rasteiras e indignas foram replicadas e seguidas arrisca pelo seu afilhado político Filuca Mendes. Em 1965 José Sarney enfrentou nas urnas o representante de Vitorino Freire, que na época sustentava o status de oligarca maranhense, com a proposta de renovação e mudança, Sarney conquistou o mandato de ponta a ponta em todo o estado com uma soma de votos esmagadora a frente de seu opositor, iniciando ali a mais longa e nociva oligarquia em todo o país, foram quase 60 anos de poucas interrupções. Deixou o Maranhão nos piores índices de desenvolvimento, mascarando aos maranhenses sua péssima gestão com obras de grande importância, mas de pouca eficácia.

Mas o que isso tem a ver com Pinheiro? Como disse, a história nos ensina bem mais do que podemos ver, ocorre que nas eleições anteriores, a que consagrou Filuca Mendes prefeito de Pinheiro, em todas amargando duras derrotas, cabendo-lhe apenas o papel de oposição, papel este desempenhado com fervor, atento aos deslizes, criava factoides e manobrava elementos da impressa para se beneficiar politicamente, sua exitosa campanha como oposicionista teve seu auge, quando unido a outros líderes políticos da época, cassaram o mandato do então prefeito José Genésio ha três meses do fim de seu mandato.

Em seguida, consumando seus planos e escondido sobre o falso discurso de um político honesto e preocupado com o bem estar do povo de Pinheiro, Filuca é eleito Prefeito da cidade, iniciava ali, uma longa história. Eleito e em seguida reeleito em 2004, sem opositores a altura, e com a mídia inteira na mão, Filuca fez estrago, nos primeiros anos de mandato ele triplica seu patrimônio e estrutura toda a família, a partir do segundo inicia um trabalho semelhante ao do seu padrinho construindo algumas coisas, mas de pouca relevância para a situação alarmante do povo Pinheirense. Chega eleição de 2008 e ele emplaca seu vice, José Arlindo, como candidato, vence as eleições e por mais de dois anos, o trabalho do ex-prefeito é atrapalhar toda e qualquer ação desempenhada pelo seu sucessor, a ideia era prejudicar a gestão de Zé Arlindo no intuito de levar as pessoas a fazerem um comparativo entre os dois gestores, e com os atrapalhos orquestrados por Filuca, a população inocentemente entenderiam que Pinheiro precisava de Filuca novamente, seu plano até deu certo, pois em 2012 ele volta à prefeitura em uma das mais acirradas eleições, diferença de pouco mais de 1.200 votos. Fragilizado politicamente por inúmeras promessas não cumpridas em mandatos anteriores, ele mais uma vez, constrói obras importantes, mas mal planejadas e executadas, um exemplo à rodoviária de Pinheiro que antes de sua inauguração passou por várias reformas e no centro da cidade, mesmo com a revolta popular, uma histórica escola é derrubada para a construção de um camelódromo, ideia que não agradou os comerciantes.

Desgastado e em baixa na opinião publica, o Prefeito busca sua reeleição, os índices de desenvolvimentos do município em taxas preocupantes, o país em crise reflete na cidade com altas taxas de desemprego, sem politicas publicas Pinheiro passa por sérias dificuldades.

2016 faz lembrar o ano 1999, o município em crise e o prefeito em péssima situação política e em seguida eleições municipais com um grande favorito, a diferença para Filuca é que este ano o favorito não era ele. E nas urnas o povo demonstra sua insatisfação e elege Luciano Genésio como prefeito.

Após 16 anos Filuca só não esteve no comando da prefeitura por pouco mais de 1 ano e meio, quando José Arlindo era prefeito, fora esse curto período nossa querida cidade sofreu amargamente a ganância desenfreada de um ditador, mas eu volto a frase que iniciamos este texto, a história nos ensina bem mais do que podemos ver, assim como Saddam Hussein no Iraque, Benito Mussolini na Itália, Josef Stalin na União Soviética, Adolf Hitler na Alemanha e Fidel Castro em Cuba e tantos outros ditadores mundo a fora, Filuca aqui em Pinheiro exercia os mesmos ideias desses ditadores e assim como todos, aguardamos esperançosos que este ano seja o seu fim político. Ser prefeito qualquer um obtendo os votos necessários pode ser, mas ser um líder é pra poucos, e Pinheiro mais do que nunca precisa de um líder. As esperanças foram renovadas com a eleição de Luciano, mas é necessário mais do que esperança, é preciso ações concretas para tirar nossa gente dessa estagnação em que nos encontramos. A principal cidade da baixada e uma das dez mais importantes de todo o estado almeja dias melhores, o povo precisa e merece, os jovens que tem sonhos e muita garra aguardam as oportunidades, vamos levantar Pinheiro e contar no futuro uma história diferente desta.