Programa Maranhão Verde concorre a Prêmio Internacional

Programa Maranhão Verde concorre a Prêmio Internacional

19 de fevereiro de 2021 0 Por blogh

O Programa Maranhão Verde, criado pelo Governo do Maranhão e executado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), está participando do Premios Latinoamérica Verde (Prêmios América Latina Verde), um dos eventos de sustentabilidade mais relevantes do mundo. O evento internacional, conhecido como “Oscar do Meio Ambiente”, está em sua oitava edição e busca premiar e dar visibilidade a projetos sociais e ambientais na América Latina.

O Programa Maranhão Verde está concorrendo na Categoria ‘Biodiversidade’, na qual serão analisados os critérios de aplicabilidade, inovação, sustentabilidade social e ambiental. De acordo com o site oficial do prêmio, no dia 1º de maio acontece a nomeação dos finalistas e, no dia 22 de agosto, serão realizadas as premiações. Entre os prêmios estão: patrocínio para realizar uma avaliação de impacto por meio do uso da Ferramenta de Impacto de Ação Climática (CAIT), participação no documentário “Protagonistas”, qualificação para uma mentoria com profissionais estratégicos em Nova York, entre outros.

Até 2020, o festival contava com 10 categorias alinhadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU). Porém, neste ano, o evento se dividiu em 8 categorias e 19 subcategorias para que mais projetos fossem incluídos na premiação, sendo elas: Desenvolvimento Humano (Educação, Comunidade, Igualdade, Saúde), Energia (Acessibilidade de Energia, Energia Limpa), Biodiversidade (Oceanos, Água, Floresta, Fauna), Cidades, (Inovação e Infraestrutura, Mobilidade, Comunidade Urbana), Resíduos (Gestão de resíduos sólidos, Reciclando, Produtos reutilizáveis), Economia (Produção sustentável, Economia circular, Finanças), Comunicação e Políticas Públicas.

O Programa Maranhão Verde

O Programa Maranhão Verde tem o objetivo de fomentar e desenvolver projetos voltados à conservação e recuperação ambiental, promovendo a elevação de renda da população em situação de extrema pobreza através do Bolsa Maranhão Verde, além de ações de capacitação ambiental, social, educacional e profissional dos cidadãos. No âmbito do Programa, São Luís conta com 263 beneficiários em ações de preservação ambiental no Parque Estadual do Bacanga.

No total, o programa beneficiou mais de 452 famílias maranhenses e, em 2021, tem previsão de investimento de R$ 2,5 milhões com sua expansão para quatro municípios da Baixada Maranhense (Pinheiro, Penalva, Palmeirândia e Santa Helena). Ao todo, mais de 60 mil mudas serão plantadas, beneficiando assim o meio ambiente, combatendo o aquecimento global, reduzindo a erosão e a degradação do solo e purificando o ar. Além disso, mais 400 famílias terão a oportunidade de desenvolver atividades de conservação e recuperação dos recursos naturais e vão receber a Bolsa Maranhão Verde no valor de R$ 300,00 bimestrais.

O primeiro projeto do Maranhão Verde foi executado no Parque Estadual do Mirador, por meio do Projeto Berço do Rio Itapecuru, com a participação de 189 famílias do parque. Atualmente, o programa é realizado no Parque Estadual do Bacanga, com o projeto Florestas Protetora de Mananciais, destinado à conservação e recuperação das matas ciliares e áreas de recarga do parque, com foco nas regiões do reservatório do Batatã e do Rio Prata.

Texto: Thalía Lemos
Edição: Adriana Moraes