CTB ESTADUAL E NACIONAL APOIAM SIMPROSEMPI CONTRA INVESTIDA DE PREFEITO CORRUPTO

26 de novembro de 2015 0 Por blogh

Parece coisa da Ditadura Militar, mas a sociedade pinheirense assiste horrorizada a perseguição do prefeito aos Trabalhadores.

Com o único e ardiloso intuito de tentar calar a legítima voz de defesa dos professores municipais de Pinheiro o prefeito Filuca Mendes tem declarado guerra ao sindicato dos professores municipais de Pinheiro – SINPROSEMPI – e sua diretoria.

Para pôr fim à greve, o prefeito chegou a se comprometer com algumas obrigações, por exemplo, fornecer a folha de pagamento do município ao sindicato. Como forma de evitar maiores prejuízos à sociedade os professores decidiram suspender o movimento grevista após a formalização de um termo de ajustamento de Conduta – TAC – proposto pelo Ministério Público Estadual ao município. O prazo para o cumprimento das obrigações findou em 23 de setembro, mas nada foi feito pelo prefeito.

Entretanto, após retornarem às salas de aula, os educadores e sindicalistas começaram a sofrer as piores perseguições já vistas na cidade. O prefeito tenta de todas as formas o afastamento da professora Dinele, presidente do SINPROSEMPI, um ato bárbaro contra as organizações sindicais, típico da época em que reinava ditadura militar.

Filuca Mendes tenta dessa forma, desarticular o movimento dos professores e assim evitar outras greves que possam fazer com que a sociedade pinheirense conheça a verdadeira realidade que assombra a educação do município colocando em cheque sua reeleição em outubro de 2016.

Por isso entre outras manobras produzidas em seu gabinete, criou até um baixo assinado para que diretores ligados administração municipal possam persuadir os professores a assinar, tudo, para criar um fato jurídico e legitimar a ilegalidade da decisão que quer tomar.

e312f2ee-32f9-4f6c-8394-dcabaeeb170f

Dep. Estadual Fernando Furtado – PCdoB e vice presidente nacional da CTB e Joel Nascimento presidente Estadual da CTB

Todo o aparato de comunicação financiado pela prefeitura é utilizado por Filuca para divulgar inverdades e calúnias contra os sindicalistas. Mas os sindicalistas do SINPROSEMPI do núcleo do SINPROESEMMA, e da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB/MA, não se intimidaram frente estas ameaças do prefeito. A luta pela valorização da categoria, pagamentos dos direitos garantidos pelo FUNDEB, entre outros, continuarão a ser travadas em Pinheiro.

O Prefeito Municipal de Pinheiro Filuca Mendes usando de todo seu ódio e ojeriza pela Educação municipal tenta a todo custo cassar o mandato da presidente do SIMPROSEMPI Prof. Dinele, o prefeito que não tolera o contraditório e governa em regime ditatorial ver o sindicato como ameaça as suas manobras que pratica na Educação.

Usando de artifícios e torcendo para o “se colar, colou” tenta, sem êxito, por intermédio da justiça cassar o mandato da presidente do sindicato, no entanto a Prof. Dinele munida de todos os documentos comprobatórios levou ao conhecimento da promotoria o que determina a lei sobre a eleição da diretoria do sindicato.

c776f62e-aa1b-41a5-9226-66687b174306

Professora Dinele e Joel Nascimento

Essa tentativa de impor sua vontade sob o judiciário fez com que várias pessoas entrassem na briga contra o prefeito, como foi o caso do Dep. Estadual Fernando Furtado – PCdoB e vice presidente nacional da CTB, e do Joel Nascimento presidente Estadual da CTB, da professora Hildenete Pinheiro Rocha do diretório nacional da CTB, que durante entrevista ao programa do apresentador João Morais, a Hora da Verdade na Pinheiro Fm 103.3 reafirmaram o compromisso em garantir a legitimidade do sindicato. Na oportunidade o deputado se prontificou a ajudar na forma da lei do que for necessário para se cumprir o que ficou determinado em assembleia através dos votos dos professores sindicalistas.

5c4a086f-3419-4a31-bd57-7b44d15078a6

Na ocasião o Vereador João Morais presidente da comissão de saúde e educação da câmara municipal de Pinheiro, entregou a comissão da CTB e ao deputado estadual Fernando Furtado um relatório elaborado pela comissão onde denuncia atos de corrupção e abandono da educação no município de Pinheiro. As autoridades se comprometeram em repercutirem esse documento de denúncias.