BASA ANUNCIA ENCERRAMENTO DE ATIVIDADES BANCÁRIAS EM PINHEIRO

2 de junho de 2020 0 Por blogh

O SEEB-MA denuncia a grave decisão da Diretoria do BASA de encerrar as atividades das agências do Banco da Amazônia, em Pinheiro e em Santa Inês, no interior do Maranhão.

A medida, aprovada pelo Conselho de Administração do Banco, foi anunciada aos empregados por meio de videoconferência sob o pretexto de que as referidas unidades não estão dando lucro ao banco.

Na ocasião, foi informado, ainda, que haverá redução do quadro de funcionários na agência de Caxias, reestruturação que praticamente inviabilizará o funcionamento da unidade.

Para o SEEB-MA o fechamento dessas agências e a redução de empregados faz parte do processo de desmonte dos bancos públicos promovido pelo Governo Federal, a fim de enfraquecer o BASA, o BNB, a Caixa e o BB, abrindo caminho para a privatização dessas empresas, beneficiando, assim, os banqueiros privados, que só pensam no lucro e não no desenvolvimento econômico e social do país.

Vale ressaltar que a reestruturação do Banco da Amazônia, no Maranhão, começou em 2017, quando a Direção do BASA fechou as agências Açailândia e Guajajaras, além do posto de atendimento do Calhau, em São Luís.

Desde então, o SEEB-MA, com o auxílio da AEBA e de parlamentares, têm lutado para evitar o enfraquecimento do Banco da Amazônia no Estado, conseguindo, por exemplo, impedir judicialmente o fechamento da agência de Bacabal.

De acordo com o diretor do SEEB-MA, Arnaldo Marques, o anúncio do encerramento do BASA, em Pinheiro e em Santa Inês, e da redução de pessoal, em Caxias, preocupou sobremaneira os empregados dessas unidades, que poderão perder funções, sofrer redução salarial, bem como transferências para outros municípios, o que causará impactos muito negativos na vida dos bancários.

“Além disso, os clientes e usuários dessas agências sofrerão graves consequências, pois terão dificuldade para ter acesso aos serviços bancários, precisando, por vezes, se deslocar para outras cidades para realizar suas transações” – alertou.

Como pode ser visto, seguindo a cartilha do Governo Bolsonaro, o objetivo da Diretoria e do Conselho de Administração do BASA é acabar com o banco no Maranhão, o que ocasionará prejuízos incalculáveis não só para os bancários, mas para a economia e para a população do Estado.

“Por isso, solicitamos a intervenção do Governo do Estado, dos prefeitos, deputados e senadores de modo a evitar o fechamento dessas unidades, bem como a redução de funcionários nas agências, ainda mais em meio a essa pandemia, uma vez que o BASA é uma instituição de grande importância para a economia e para a população local, investindo e financiando atividades para as quais os bancos privados jamais disponibilizariam crédito. Não podemos permitir mais esse ataque de Guedes e Bolsonaro aos bancos públicos. Vamos à luta!” – afirmou o presidente do SEEB-MA, Eloy Natan.

Veja abaixo o comunicado do BASA ao pinheirenses.