Autor: blogh

PREFEITURA DE PINHEIRO SEGUE DETERMINAÇÃO DA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA DO MARANHÃO PARA PRORROGAR A QUARENTENA DE COMBATE A COVID-19

Foi na manhã desta terça-feira (31), a reunião por videoconferência entre o Ministério Público, representado pela Promotora de Justiça de Defesa da Saúde, Linda Luz Matos Carvalho, o Prefeito de Pinheiro, João Luciano Silva Soares, o Presidente da Associação Comercial e Industrial de Pinheiro-ACIP, Denilson Wyds Costa Mendes, o Presidente do Clube de Diretos Logistas de Pinheiro, Edson Vanderley Pinheiro e o representante da OAB, Genival Abraão Ferreira para tratar da reabertura imediata de atividades comerciais consideradas essenciais, face as restrições impostas em razão da pandemia de Coronavírus.

Acontece que a associação comercial e CDL, solicitavam a prefeitura de Pinheiro a reabertura de lojas de motopeças, autopeças, materiais de construção, postos de lavagem, oficinas mecânicas, borracharias, bem como a edição de Decreto Municipal estabelecendo as medidas sanitárias a serem adotadas pelos proprietários dos referidos estabelecimentos.

Após ouvir as ponderações dos presentes, a Promotora de Justiça propôs que os interessados aguardassem o posicionamento das autoridades sanitárias depois de expirado o prazo do Decreto Estadual nº 35.677, de 21 de março de 2020, estabelecendo medidas de prevenção do contágio e de combate à propagação da transmissão da COVID-19, ocasião em que será agendada nova reunião sobre o assunto.

“O momento exige sacrifícios, todos estão de alguma forma sofrendo com a quarentena, mas é necessário que priorizemos a vida. Estamos tentando amenizar ao máximo os transtornos dessa paralisação. ” Disse Luciano, prefeito de Pinheiro.

Após a reunião, a Procuradoria Geral de Justiça do Maranhão editou Ato-Normativo, que prorroga o prazo para aplicação de procedimentos em relação à prevenção ao contágio e disseminação do Coronavírus (COVID 19), influenza H1N1, e congêneres. O documento suspende atividades incompatíveis com o trabalho remoto, que ficam prorrogadas até o dia 15 de abril de 2020, ou ulterior deliberação, no âmbito do Ministério Público do Estado do Maranhão.
Já os comerciantes proprietários de lojas de motopeças, autopeças, materiais de construção, postos de lavagem, oficinas mecânicas e borracharias deverão aguardar até o dia 05 de março de 2020, fim do prazo do Decreto Estadual, para reavaliação da situação, com base no posicionamento das autoridades sanitárias, visando evitar o colapso do sistema público de saúde.

 

Por blogh 1 de abril de 2020 0

NASA MOSTRA QUEDA NA POLUIÇÃO CHINESA DURANTE EPIDEMIA DE CORONAVÍRUS

Fotos divulgadas pela agência espacial dos Estados Unidos, a Nasa, nesta semana, serviram para chamar a atenção sobre um inimigo mais antigo e tão ameaçador quanto o novo coronavírus: a poluição, que, segundo estudo publicado na terça-feira (3/3), é responsável por cerca de 8,8 milhões de mortes por ano no mundo.

O número é muito maior do que o de fatalidades causadas por enfermidades como HIV (que matou 770 mil pessoas em 2018) e doenças transmitidas por mosquitos, como a dengue (700 mil óbitos anuais).

As imagens da Nasa mostram a concentração de dióxido de nitrogênio sobre a China entre 1º e 20 de janeiro e 10 e 25 de fevereiro (veja acima). Nesse último período, a produção industrial chinesa quase parou, devido ao avanço da epidemia. Ao mesmo tempo, a poluição (representada pelas manchas amarelas, laranjas e vermelhas nos mapas) praticamente desapareceu. O mesmo efeito é visto quando se compara a poluição recentemente com o mesmo período do ano passado (foto abaixo).

Os cientistas da Nasa disseram ainda que a redução nos níveis de dióxido de nitrogênio ocorreu primeiramente perto da cidade de Wuhan, onde o vírus apareceu, e depois se espalhou pelo país. E o jornal South China Morning Post, de Hong Kong, publicou um vídeo que mostra um céu azul em várias cidades chinesas durante a interrupção da produção.

Agora, a partir da retomada da produção chinesa, as paisagens nubladas por poluentes devem retornar ao país asiático. De acordo com uma análise feita pelo Centre for Research on Energy and Clean Air, a emissão de dióxido de nitrogênio aumentou 50% esta semana em relação ao início de fevereiro, embora ainda esteja 20% menor do que o mesmo período do ano passado.

Maior poluente do mundo

A China é hoje o país que emite mais poluentes do mundo, sendo seguida de perto pelos Estados Unidos. O país asiático já chegou a registrar níveis 45 vezes maiores do que o limite diário de poluentes considerado aceitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Nos últimos anos, o país tem conseguido diminuir significativamente essas taxas, graças, especialmente, à desativação de fábricas à base de carvão. Segundo estudo publicado em 2019, na revista Nature Energy, o ar poluído no país é tanto que prejudica até a captação de energia por painéis solares.

De acordo com a professora Maria de Fatima Andrade, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG/USP), é justamente por a China ser um dos países mais poluentes do mundo que uma queda em sua produção impacta tão significativamente na qualidade do ar. “Uma fonte importante de poluição na China é a emissão industrial e de geração de energia (com termelétricas). Assim, se há uma redução na produção industrial, a poluição vai diminuir”, explica.

Por blogh 31 de março de 2020 0

CUNHA, VALÉRIO E JOÃO DEUS ESTÃO ENTRE OS LIBERADOS POR CAUSA DO CORONAVÍRUS

Ex-presidente da Câmara dos Deputados, publicitário e médium foram beneficiados com decisões da Justiça que permitiram que cumpram suas penas em regime domiciliar

Em razão da pandemia do novo coronavírus, a Justiça tem autorizado alguns presos a cumprirem suas penas em regime domiciliar. As decisões beneficiam idosos e pessoas que apresentam comorbidades, e tem a intenção de evitar que o vírus se dissemine dentro do sistema prisional. Dentre as figuras mais conhecidas estão o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, o publicitário Marcos Valério e o médium João de Deus.

Na segunda-feira 30, a juíza Rosângela Rodrigues dos Santos, da Comarca de Abadiânia, concedeu prisão domiciliar a João de Deus, de 78 anos, condenado a mais de 60 anos por crimes sexuais. Em sua decisão, a magistrada destacou que “embora esteja sendo acusado por fatos de extrema gravidade, o requerente é idoso, acometido por doenças graves, por isso inserido no denominado grupo de risco para infecção pelo coronavírus, principalmente diante das más condições da cela (paredes mofadas, insalubridade) propícia à disseminação da Covid-19”.

A decisão impôs algumas restrições ao médium, como a entrega do passaporte ao Judiciário, o uso obrigatório de tornozeleira eletrônica, proibição de frequentar a casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, onde realizava sessões espirituais, e de manter contato com vítimas e testemunhas dos crimes sexuais.

Também na segunda, a Justiça dos Estados Unidos encerrou a pena de quatro anos que o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin cumpria em uma prisão federal em Allenwood. Aos 87 anos, a defesa de Marin citou a idade avançada e o histórico médico do cartola para embasar o seu pedido. O ex-dirigente da CBF foi preso na Suíça em 2015, e condenado, em 2018, a quatro anos de prisão por lavagem de dinheiro, organização criminosa e fraude bancária. Ele também foi banido pela Fifa do futebol em 2019.

Entre as figuras políticas beneficiadas pelas decisões judiciais estão o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha e o publicitário Marcos Valério. Cunha teve sua prisão preventiva convertida em prisão domiciliar pela juíza federal Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal de Curitiba. O ex-parlamentar terá que usar tornozeleira eletrônica. Aos 61 anos, o político se enquadra no grupo de risco e foi internado em um hospital no Rio de Janeiro, onde se recupera de uma cirurgia de urgência.

Aos 59 anos, por sua vez, Marcos Valério cumpria pena de quase 40 anos de prisão em regime semiaberto em um presídio de Ribeirão das Neves, em Minas Gerais. O publicitário foi um dos condenados no julgamento do mensalão, concluído em 2012. A defesa de Valério conseguiu o benefício com base em uma portaria conjunta, assinada pelo governador mineiro Romeu Zema (Novo) e pelo presidente do Tribunal de Justiça do estado, desembargador Nelson Missias de Morais.

A portaria recomenda que os juízes das varas de execução penal mandem para prisão domiciliar os detentos de regime semiaberto – ou seja, aqueles que saem da cadeia para trabalhar ou estudar. A recomendação não se aplica aos presos que estão respondendo a processo disciplinar por suposta falta grave.

Apesar de Cunha e Valério, outras figuras políticas conhecidas, como o doleiro Dario Messer, o ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral e o ex-ministro Geddel Vieira Lima, não tiveram a mesma sorte e permanecerão presos em meio à pandemia de coronavírus.

Na quarta-feira 26, o juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal, havia concedido a prisão domiciliar a Dario Messer, conhecido como “o doleiro dos doleiros”, por “questão humanitária e de saúde pública”, uma vez que Messer é hipertenso e idoso. Na quinta-feira 27, porém, o desembargador federal Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), determinou o retorno do doleiro à prisão.

Na segunda-feira 23, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Rogério Schietti negou o pedido apresentado pela defesa do ex-governador do Rio, Sergio Cabral, como precaução em meio à pandemia. Em sua decisão, o ministro afirmou que os crimes cometidos por Cabral são graves e que os cuidados para evitar a contaminação pelo coronavírus podem ser mantidos na cadeia. Preso desde 2016, o ex-governador foi sentenciado a mais de 280 anos de pena.

Nesta segunda-feira 30, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin negou o pedido de prisão domiciliar feito pela defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima, de 61 anos, que cumpre pena no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, pela condenação no caso do bunker dos 51 milhões de reais. Além de negar o pedido, Fachin deu um prazo de cinco dias para que a Advocacia-Geral da União e a defesa de Geddel se manifeste sobre a possibilidade de o dinheiro apreendido na operação ser destinado ao combate ao coronavírus.

Por blogh 31 de março de 2020 0

DEPUTADA ESTADUAL DANIELLA TEMA TESTA POSITIVO PARA A COVID-19

Por meio de um comunicado em sua conta no twitter, a deputada Estadual Daniella Tema testou e o resultado deu positivo para a Covid-19. Segundo tweet, ela está “assintomática, isolada e seguindo recomendações médicas”.

Daniella teve contato com pessoas suspeitas de estarem com o novo coronavírus. Ela ainda aguarda a contraprova que vai atestar o percentual de contágio e indicar o real quadro clínico. Por enquanto, o quadro é estável.

Daniella Tema@DaniellaTema

Ver imagem no Twitter
Por blogh 31 de março de 2020 0

10 BOAS NOTÍCIAS SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Classificando o novo coronavírus como uma pandemia ou não, o problema é grave. Não dá para minimizar a importância. Em menos de dois meses, ele se espalhou por vários continentes.

Uma pandemia implica uma transmissão sustentada, eficaz e contínua da doença simultaneamente em mais de três regiões geográficas diferentes. Já estamos nesta fase, mas isso não é sinônimo de morte, pois o termo não se refere à taxa de mortalidade do agente infeccioso, mas à sua transmissibilidade e extensão geográfica.

O que certamente existe é uma pandemia de medo. Pela primeira vez na história, estamos enfrentando uma epidemia em tempo real: toda a mídia, várias vezes ao dia, todos os dias, em todo o planeta, fala sobre o novo coronavírus, que causa a doença covid-19.

Seguimos a identificação de cada caso ao vivo. Foi notícia de primeira página que o vírus no Brasil sofreu mutação três vezes!

Insisto: o assunto é sério, mas uma das primeiras vítimas do coronavírus na Espanha foi o Ibex35 (a bolsa de Madri). É necessário informar o que está acontecendo, mas também precisamos de boas notícias. Aqui estão dez delas.

1. Sabemos quem é

Os primeiros casos de Aids foram descritos em junho de 1981 e foram necessários mais de dois anos para identificar o vírus causador da doença. Os primeiros casos do novo coronavírus foram relatados na China em 31 de dezembro de 2019 e em 7 de janeiro o vírus já havia sido identificado.

O genoma estava disponível no dia 10. Já sabemos que é um novo coronavírus do grupo 2B, da mesma família que a Sars, razão pela qual o chamamos de SARSCoV2. A doença é chamada covid-19.

Está relacionado ao coronavírus de morcegos. As análises genéticas confirmam que ela tem uma origem natural recente (entre o final de novembro e o início de dezembro) e que, embora os vírus sofram mutações, sua frequência de mutação não é muito alta.

2. Sabemos como detectá-lo

Desde 13 de janeiro está disponível para todo o mundo um teste de RT-PCR para detectar o vírus.

Nos últimos meses, esses tipos de testes foram aperfeiçoados e tiveram sua sensibilidade e especificidade avaliadas.

Turistas no aeroporto de La Paz, na Bolívia, passam por testes para detectar coronavírusDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionTuristas no aeroporto de La Paz, na Bolívia, passam por testes para detectar coronavírus

3. Na China, a situação está melhorando

As fortes medidas de controle e isolamento impostas pela China estão gerando resultado. Há semanas, o número de casos diagnosticados diminui a cada dia.

Em outros países, está sendo realizado um acompanhamento epidemiológico muito detalhado. Os focos são muito concretos, o que permite que eles sejam controlados mais facilmente. Por exemplo, na Coreia do Sul e em Cingapura.

4. 81% dos casos são leves

A doença não causa sintomas ou é leve em 81% dos casos.

Em 14%, pode causar pneumonia grave e em 5% pode se tornar crítica ou letal.

5. Cura

Paciente recebe alta de hospital em Wuhan, epicentro do surto na ChinaDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionPaciente recebe alta de hospital em Wuhan, epicentro do surto na China

Os únicos dados que às vezes são mostrados na mídia são o aumento no número de casos confirmados e no número de mortes, mas a maioria das pessoas infectadas é curada.

Há 13 vezes mais pacientes curados do que mortos, e a proporção está aumentando.

6. Quase não afeta menores de idade

Apenas 3% dos casos ocorrem em menores de 20 anos e a mortalidade em menores de 40 anos é de apenas 0,2%.

Nas crianças, os sintomas são tão leves que podem passar despercebidos.

7. O vírus é facilmente inativado

O vírus pode ser inativado das superfícies com uma solução de etanol (álcool 62-71%), peróxido de hidrogênio (água oxigenada a 0,5%) ou hipoclorito de sódio (lixívia a 0,1%), em apenas um minuto.

A lavagem frequente das mãos com água e sabão é a maneira mais eficaz de evitar o contágio.

Homem lavando as mãosDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionLavar bem as mãos é a maneira mais eficaz de evitar o contágio

8. Já existem mais de 150 artigos científicos

É o tempo da ciência e da cooperação. Em pouco mais de um mês, 164 artigos já podem ser consultados no PubMed sobre covid-19 ou SARSCov2, além de muitos outros disponíveis nos bancos de artigos ainda não revisados (pré-impressões).

São trabalhos preliminares sobre vacinas, tratamentos, epidemiologia, genética e filogenia, diagnóstico e aspectos clínicos.

Esses artigos foram preparados por cerca de 700 autores espalhados pelo planeta. É ciência em comum, compartilhada e aberta. Em 2003, quando a Sars aconteceu, levou mais de um ano para obter menos da metade de artigos.

9. Já existem protótipos de vacinas

Nossa capacidade de projetar novas vacinas é espetacular. Já existem mais de oito projetos contra o novo coronavírus. Existem grupos que trabalham em projetos de vacinas contra outros vírus semelhantes e agora tentam adaptar as pesquisas.

O que pode prolongar seu desenvolvimento são todos os testes necessários de toxicidade, efeitos colaterais, segurança, imunogenicidade e eficácia na proteção. É por isso que se fala em vários meses ou anos, mas alguns protótipos já estão em andamento.

Por exemplo, a vacina mRNA-1273 da empresa Moderna consiste em um fragmento de RNA mensageiro que codifica uma proteína derivada da glicoproteína S da superfície do coronavírus. Esta empresa possui protótipos semelhantes para outros vírus.

A Inovio Pharmaceuticals anunciou uma vacina de DNA sintético para o novo coronavírus, INO-4800, também baseada no gene S da superfície do vírus. Por sua vez, a Sanofi usará sua plataforma de expressão de baculovírus recombinante para produzir grandes quantidades do antígeno de superfície do novo coronavírus.

Médico britânico segura uma placa de Petri com bactérias infectadas por coronavírusDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionVários laboratórios credenciados no mundo estão trabalhando no projeto de uma vacina

O grupo de vacinas da Universidade de Queensland, na Austrália, anunciou que já está trabalhando em um protótipo usando a técnica chamada “grampo molecular”, uma nova tecnologia que permite produzir vacinas usando o genoma do vírus em tempo recorde.

Na Espanha, o grupo de Luis Enjuanes e Isabel Sola, do CNB-CSIC, trabalha com vacinas contra coronavírus há anos.

Alguns desses protótipos serão testados em breve em humanos.

10. Existem mais de 80 ensaios clínicos com antivirais em andamento

As vacinas são preventivas. Mais importantes são os possíveis tratamentos de pessoas que já estão doentes. Já existem mais de 80 ensaios clínicos para analisar tratamentos contra coronavírus.

São antivirais que foram usados ​​para outras infecções, já aprovados e que sabemos que são seguros.

Um dos que já foram testados em humanos é o remdesivir, um antiviral de amplo espectro, ainda em estudo, que foi testado contra Ebola e Sars/Mers. É um análogo da adenosina que é incorporado na cadeia do RNA viral e inibe sua replicação.

Outro candidato é a cloroquina, um antimalárico que também possui atividade antiviral potente. Sabe-se que bloqueia a infecção aumentando o pH do endossomo necessário para a fusão do vírus com a célula, o que inibe sua entrada.

Está provado que este composto bloqueia o novo coronavírus in vitro e já está sendo usado em pacientes que tiveram pneumonia devido ao vírus.

Antiviral triazavirinDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionA triazavirina antiviral foi sugerida por pesquisadores da Universidade Federal de Ural, na Rússia, para tratar pacientes com coronavírus

Lopinavir e Ritonavir são dois inibidores de protease usados ​​como terapia antiretroviral que inibem a maturação final do vírus da Aids. Como a protease SARSCov2 demonstrou ser semelhante à do HIV, essa combinação já foi testada em pacientes com coronavírus.

Outros estudos propostos são baseados no uso de oseltamivir (um inibidor da neuraminidase usado contra o vírus da gripe), interferon-1b ​​(proteína com função antiviral), anti-soros de pessoas já recuperadas e anticorpos monoclonais para neutralizar o vírus. Já foram sugeridas novas terapias com substâncias inibidoras, como a baricitinibina, selecionadas mediante inteligência artificial.

A pandemia de gripe de 1918 causou mais de 25 milhões de mortes em menos de 25 semanas. Algo semelhante poderia acontecer novamente hoje? Como vemos, provavelmente não. Nunca estivemos tão preparados para combater uma pandemia.

*Ignacio López-Goñi é professor de microbiologia na Universidade de Navarra, Espanha, e seu artigo original apareceu em The Conversation

Por blogh 30 de março de 2020 0

AUXÍLIO DE R$ 600,00: QUEM TEM DIREITO? ENTENDA!

A Câmara dos Deputados aprovou na última quinta-feira (26) um auxílio mensal de R$ 600 a trabalhadores informais por três meses em razão da pandemia do coronavírus. A mulher que for mãe e chefe de família poderá receber R$ 1,2 mil.

O Congresso determinou um valor maior que o proposto pelo Executivo, que era de R$ 200, depois de articular com o governo. Para valer, o projeto ainda precisa ser aprovado pelo Senado, o que ainda não tem data para acontecer. Depois, seguirá para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Quando começa o pagamento?

O governo federal ainda não informou a data de início do pagamento. Isso porque o benefício será criado por um Projeto de Lei (PL), que já foi aprovado pela Câmara, que aumentou o valor proposto, e ainda vai precisar ser analisado pelos senadores antes de entrar em vigor.

Quem tem direito?

Segundo o projeto de lei, o benefício será pago a trabalhadores informais, desempregados e MEIs.

Será preciso se enquadrar em uma das condições abaixo:

  • ser titular de pessoa jurídica (Micro Empreendedor Individual, ou MEI);
  • estar inscrito Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal até o último dia dia 20 de março;
  • cumprir o requisito de renda média(renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020;
  • ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social.

Além disso, todos os beneficiários deverão:

  • ter mais de 18 anos de idade;
  • tenham renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50);
  • tenham renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família;
  • não tenham recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

A mulher que for mãe e chefe de família, e estiver dentro dos demais critérios, poderá receber R$ 1,2 mil (duas cotas) por mês.

Na renda familiar, serão considerados todos os rendimentos obtidos por todos os membros que moram na mesma residência, exceto o dinheiro do Bolsa Família.

É preciso estar inscrito no CadÚnico?

O trabalhador de baixa renda não precisará estar inscrito no CadÚnico para receber o benefício – será necessário apenas cumprir com o limite de renda média. O CadÚnico vai auxiliar na verificação dessa renda para quem está inscrito – para que não está, a verificação será feita por meio de autodeclaração em plataforma digital. Ainda não foi informado como essa declaração será feita.

Quem não tem direito?

O auxílio não será dado a quem recebe benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família.

No caso do Bolsa Família, o beneficiário poderá optar por substituir temporariamente o programa pelo auxílio emergencial, se o último for mais vantajoso.

Se o beneficiário for contratado no regime CLT ou se a renda familiar ultrapassar o limite durante o período de pagamento, ele deixará de receber o auxílio.

Como pedir o benefício? Já é possível se inscrever?

Ainda não. O projeto de lei não informa como os trabalhadores deverão se inscrever para receber o benefício e nem a partir de quando.

Quando o benefício foi anunciado (então de R$ 200), o governo informou que o pagamento seria automático para os inscritos no CadÚnico que se enquadrassem no programa, mas isso ainda não foi confirmado.

De que forma será feito o pagamento?

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que pretende fazer os pagamentos não só em agências, mas também via lotéricas e aplicativo de celular.

Para quem não é correntista da Caixa, deve ser adotado um calendário para o pagamento do benefício, para evitar um número muito grande de pessoas nas agências de uma só vez. Mais informações devem ser divulgadas nos próximos dias.

Guimarães diz que será possível fazer a transferência sem custo. O tema é discutido com o INSS, que vai operar a base de beneficiados.

Limites

O projeto estabelece ainda que só duas pessoas da mesma família poderão acumular o auxílio emergencial.

Será permitido a duas pessoas de uma mesma família acumularem benefícios: o auxílio emergencial e o Bolsa Família. Se o auxílio for maior que a bolsa, a pessoa poderá fazer a opção pelo auxílio.

Quanto tempo deverá durar o auxílio?

No anúncio da semana passada, o governo estimou que o benefício deverá durar 3 meses ou até o fim da emergência do coronavírus no país. O relator do projeto aprovado na Câmara, Marcelo Aro (PP-MG), disse que a validade do auxílio poderá ser prorrogada de acordo com a necessidade.

Impacto na economia

A previsão do governo federal é que o auxílio deverá injetar R$ 5 bilhões por mês na economia, ou seja, cerca de R$ 15 bilhões em todo o período estimado.

O dinheiro sairá dos cofres da União, que ganhou fôlego após a aprovação do estado de calamidade pública, que permite ao governo descumprir a meta fiscal de 2020, que seria de déficit de R$ 124 bilhões, e agora poderá se endividar mais.AU

Por blogh 30 de março de 2020 0

DEPUTADO FEDERAL ALUÍSIO MENDES TESTA POSITIVO PARA O NOVO CORONAVÍRUS

O Deputado Federal Aluísio Mendes (Podemos) anunciou nesta segunda-feira (30) por meio do seu Instagram que testou positivo para o covid-19. Segundo nota, esse é o terceiro teste que o deputado fez e ele está em observação médica, porém seu estado de saúde é considerado fora de risco.

O deputado fez o exame por ter tido contato com Eduardo Bolsonaro, que participou da comitiva ao Estados Unidos onde diversos membros do Governo foram infectados com o novo coronavírus. Aluísio espera agora a contraprova, exame que irá atestar o real quadro clinico.

Confira a nota

Por blogh 30 de março de 2020 0

PINHEIRO SEGUE MONITORANDO CASOS SUSPEITOS DE CORONAVÍRUS, CIDADE NÃO TEM CASOS CONFIRMADOS

A prefeitura de Pinheiro divulgou, ontem (27), os números atualizados de CORONAVÍRUS no município. A cidade continua sem casos confirmados da doença, mas, segue monitorando casos suspeitos.

Há 4 (quatro) casos suspeitos sendo acompanhados de perto pela secretaria de saúde, essas pessoas que apresentaram sintomas relacionados a Covid-19 já foram submetidas ao exame de diagnóstico do CORONAVÍRUS, estão aguardam o resultado.

Esses indivíduos permanecem isolados do convívio social por precaução. Pinheiro não possui casos da doença. A gestão municipal tem tomado diversas medidas para evitar a entrada do CORONAVÍRUS no município.

Mesmo com a quarentena instituída pelo decreto municipal, a triagem realizada nas divisas da cidade e as ações para desencorajar aglomerações o clima na cidade ainda é de preocupação.

Ao todo o município de Pinheiro já teve 8 casos suspeitos, 4 foram descartados por meio de teste, 4 aguardam os resultados. Assim que identificado como caso suspeito de Covid-19, a Vigilância Epidemiológica tem cuidado para que o indivíduo permaneça em quarenta, isolado, para evitar a possível disseminação da doença.

“Continuem em casa, continuem cautelosos, o perigo ainda não passou, graças a Deus não temos nenhum casos confirmado de Covid-19 no nosso município, estamos fazendo a nossa parte agindo conforme o protocolo do Ministério da Saúde, peço a população faça a sua parte também”. Disse o secretário de saúde de Pinheiro, Fred Lobato.

Por blogh 28 de março de 2020 0

DERMATOLOGISTAS RECOMENDAM QUE HIGIENIZAÇÃO SEJA FEITA ALTERNANDO ÁLCOOL GEL E SABONETE

O uso do álcool gel, indiscutivelmente, ajuda a diminuir a propagação de vírus e bactérias, principalmente no inverno, quando a incidência das doenças respiratórias aumenta. Porém, de acordo com a presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Secção RS (SBD-RS), Clarissa Prati, o produto exige cautela no seu uso para evitar problemas na pele.

– O uso do álcool gel é recomendado por ser muito potente e possuir forte ação germicida. Entretanto, é um item que deve ser usado com parcimônia, pois pode prejudicar a pele das mãos, causando ressecamento, eczema e vermelhidão. Para evitar isso, o ideal é lavar as mãos e hidrata-las. Também recomendamos deixar o álcool gel para uso quando não é possível utilizar água e sabão ou ainda em situações especiais, como em ambientes hospitalares – explica.

Para não causar irritações nas mãos, a orientação é utilizar uma pequena quantidade de álcool gel e evitar que o líquido fique acumulado em anéis e pulseiras. Outra opção é usar álcool gel em forma de creme ou com glicerina na composição.

Por blogh 27 de março de 2020 0