O PRÉDIO DA UFMA PINHEIRO SERÁ CEDIDO PARA A REALIZAÇÃO DO ENEM ÀS 18H DA SEXTA-FEIRA, 04

A Direção do Centro de Ciências Humanas, Naturais, Saúde e Tecnologia – UFMA Pinheiro comunica que o Prédio das Licenciaturas e Prédio da Saúde serão cedidos ao INEP para a realização das provas do ENEM nos dias 05 e 06 de novembro. Dessa forma, os prédios do CCHNST serão liberados a Coordenação local do ENEM a partir das 18h do dia 04 de novembro (sexta-feira).

PROVA DO ENEM PODE SER CANCELADA EM TODO PAIS.

Enem

Ação que pede suspensão do Enem deve ser julgada até sexta-feira

FORTALEZA – O Ministério Público Federal do Ceará (MPF-CE) pediu, nesta quarta-feira, 2, a suspensão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), previsto para sábado e domingo próximos. O procurador da República Oscar Costa Filho, autor do pedido, argumenta que o adiamento da prova para mais de 190 mil candidatos fere o princípio da isonomia.

Anunciado esta semana pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o adiamento foi provocado pela ocupação nas escolas onde 191 mil alunos deveriam fazer as provas.

O problema, segundo o procurador, estaria no fato de não poder ser aplicada a teoria da resposta ao item (TRI) à prova de Redação, prejudicando a igualdade entre os concorrentes. “As provas objetivas seguem a TRI, o que equilibra as chances. Mas as redações não. Isso prejudicaria os candidatos. Logo a Redação que, muitas vezes, decide a classificação”, sustenta o procurador.

Por causa da urgência, a ação deverá ser julgada até sexta-feira, véspera do início da seleção. O juiz Ricardo Cunha Porto, da 8ª Vara da Justiça Federal, no Ceará, vai analisar o pedido. Caso o resultado seja positivo, vai valer para todo o Brasil.

Como opção para evitar a suspensão do Enem, o procurador sugere na ação que o Inep adie a aplicação da Redação para todos os candidatos, e não só para os 191 mil que fariam exame nas escolas em que há ocupações. “Peço que o juiz determine que o Inep adote as providências. Aí ele pode adotar o que ele quiser. Ele pode fazer a prova objetiva e deixar só a Redação para fazer depois, todo mundo junto, ou pode levar todo mundo para os dias 3 e 4 (de dezembro)”, sugere Oscar Costa Filho 

Inep. Em seu site, o Inep disse que solicitou à Advocacia Geral da União que “apresente para a Justiça Federal os fatos que demonstram o grave equívoco na argumentação apresentada pelo Procurador da República Oscar Costa Filho, do Ceará”.

A nota do Inep diz ainda que “todo ano, o Enem realiza dois tipos de prova e, consequentemente, duas redações. As provas do Enem têm o mesmo princípio da equivalência garantindo igualdade de condições a todos os inscritos. É lamentável qualquer tentativa que venha gerar insegurança e tumultuar um Exame que afeta a vida de 8,6 milhões de estudantes e seus familiares”.

REVOLTANTE: LIVROS DO ENEM SÃO JOGADOS FORA NO LIXO ÀS VÉSPERAS DA REALIZAÇÃO DA PROVA

livros

Na tarde de ontem 30, uma imagem revoltante foi flagrado por um redator do blog, centenas de livros destinados aos alunos aspirantes a uma vaga nas faculdades do Brasil todo através do ENEM foram simplesmente jogados fora no lixão da cidade.

São livros específicos para o exame nacional do ensino médio e pela quantidade não pode simplesmente ser considerado um descarte de livros danificados pois além de serem livros atuais podemos notar que estão novos e muitos até embalados.

Quem faz a coleta do lixo na cidade, a prefeitura, deveria ser responsabilizada pelo ato, daqui há alguns dias milhões de alunos no país todo estarão fazendo a prova do ENEM e esses livros deveriam estar nas mãos desses alunos e não jogados em um lixão.

livrp