Filuca contratou serviço em 2015 pelo dobro do valor pago este ano

FIluca Mendes e seu filho Victor Mendes.

FIluca Mendes e seu filho Victor Mendes.

O prefeito de Pinheiro, Filuca Mendes (PMDB), fez mágica ou tem algo muito grave a esconder. Em 2015, ele firmou contrato de fornecimento de gêneros alimentícios para merenda escolar de interesse da Secretaria de Educação, por R$ 2.225.536,90 (dois milhões, duzentos e vinte e cinco mil, quinhentos e trinta e seis reais e noventa centavos), que foram pagos à empresa R. José Mendes Comércio cujo nome de fantasia é Koktec Comércio. Mas neste ano, pelo mesmo serviço, pagou outro custo, de R$ 1.316.720,70.

Para entender: o serviço custava R$ 2,2 milhões em 2015. Um ano depois, ao invés de custar mais, saiu quase pela metade do preço, mesmo com mantimentos, salários, impostos, energia, água, enfim, tudo muito mais caro que no ano anterior.

Sem uma explicação digna de um mágico, só resta imaginar que em 2015 a obra foi contratada com superfaturamento de pelo menos R$ 1 milhão, que depois teriam sido divididos com alguém da Prefeitura. Para campanha eleitoral deste ano ou de daqui a dois anos, talvez?