Ex-pastores denunciam a IURD por exigir vasectomia aos dirigentes

10 de junho de 2019 0 Por blogh

Ao todo existem mais de 100 ações na Justiça do Trabalho contra a Igreja Universal do Reino de Deus em todo o pais por homens que tiveram que ser submetidos a vasectomia para evitar ter filhos e continuarem na condição de pastores.

Eles alegam que dessa forma não poderiam ter filhos, o que facilitaria o deslocamento para outras cidades, além de evitar despesas, conforme publicou hoje o site da Folha de São Paulo.

Os ex-pastores garantem que sem a esterilização ninguém alcança o ingresso nas lideranças e nem a ascensão na igreja. Vários deles já ganharam causas que chegam até a R$ 130 mil, mas a IURD informou que já derrubou outras tantas também.

O caso bem que poderia ser aplicado aos padres e bispos da Igreja Católica, mas como eles já sabem que desde a fundação do catolicismo não podem casar e nem ter filhos, nunca reclamaram. Além disso, dificilmente que começa como padre deixa o celibato. Morre com a batina.