Categoria: Política

ESTADO CONFIRMA CONCURSO PARA PROFESSOR COM 2500 VAGAS.

Governador Flávio Dino e a secretária de Educação, Áurea Prazeres, confirmou que o concurso para contratação de professores ocorre ainda este ano. De acordo com a gestora nos próximos o dia o edital deve ser publicado e as provas vão ser realizadas até dezembro deste ano. A titular da SEDUC informou que devem ser oferecidas 2.500 vagas.

O concurso vai contemplar professores licenciados nas áreas de Língua portuguesa, Língua estrangeira / Inglês, Língua estrangeira / Espanhol, Matemática, Física, Química, Biologia, História, Geografia, Sociologia, Filosofia, Educação Física e Arte. Ainda não foi confirmada a data de publicação do edital, nem o número de vagas por disciplina para cada cidade.

assinatura concurso

No entanto a secretária Áurea Prazeres também anunciou que no concurso a ser realizado serão oferecidas vagas para preenchimento de vagas na educação especial.

Para quem ainda tem dúvida sobre a realização do concurso, o governo já publicou no Diário Oficial uma resenha de contrato com a Fundação Sousândrade como organizadora do certame. Porém na publicação oficial é informado que apenas 1.230 vagas vão ser disponibilizadas. É capaz que para chegar ao número de 2500 vagas, outras 1.270 sejam oferecidas no regime de cadastro de reserva. O contrato foi assinado no dia 22 de outubro e a FSDAU tem até um ano para concluir todo o processo referente ao concurso público.

resenha diário oficial

Por blogh 27 de outubro de 2015 0

Deputado destaca anúncio de obras estruturantes para Paulino Neves e Tutoia

othelinoneto

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) destacou, na sessão desta segunda-feira (26), a ida do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), a Paulino Neves e a Tutoia, no final de semana, onde anunciou obras estruturante para a região dos Lençóis Maranhenses e entregou títulos de terra. “Administrando bem os recursos, evitando o desperdício, combatendo a corrupção, mesmo em um ambiente de crise, o governo do Estado vem mostrando que é possível corrigir distorções históricas, honrar compromissos de campanha e levar o desenvolvimento para todos os maranhenses, de forma que inclua os historicamente abandonados”, disse o parlamentar.

Durante o pronunciamento, Othelino frisou que, em Paulino Neves, o governador anunciou a realização de um sonho  antigo do povo: a construção da ponte de concreto sobre o Rio Novo, que passa no meio da cidade e a separa de Barreirinhas e de Tutoia. Segundo o deputado, no local, hoje tem uma via de madeira, já bastante velha, que foi feita há décadas, e agora o governador cumpre um compromisso, inclusive assumido publicamente naquele município, no período de campanha.

O deputado também destacou que a construção da ponte está associada também a outra obra que foi anunciada pelo governador e, amplamente, festejada pelo povo, que é a da estrada que liga o município de Paulino Neves a Barreirinhas. Para Othelino, a obra é de grande impacto, não só para aquelas cidades, mas para todo o Maranhão, em especial para o polo dos Lençóis Maranhenses, pois vai permitir, dentre outras coisas, a melhoria da qualidade de vida das pessoas e o desenvolvimento maior do turismo porque vai ligar o Parque Nacional à Rota das Emoções para fazer chegar mais rápido ao Delta do Parnaíba, Jericoacoara, interligando litorais do Maranhão, do Piauí e do Ceará.

“Trata-se de uma obra muito marcante que vai ser iniciada esta semana. É uma parceria, inclusive, com a empresa que vai instalar o projeto de energia eólica lá. Ela fará a terraplanagem e o governo do Estado, a pavimentação da estrada. Serão 35 km que vão, dentre outras coisas, reduzir a distância de quem vai de São Luís para Fortaleza, algo em torno de 200 km”, disse o deputado.

EM TUTOIA –  Othelino destacou ainda que, em Tutoia, o governador  anunciou mais obras de asfalto, recebeu a doação do terreno para a construção de uma unidade do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema).

“Foi realmente um momento importante para o município de Tutoia. E nós vimos e percebemos a alegria das pessoas com aquelas obras e projetos que foram anunciados no final de semana”, frisou.

O deputado disse que, após o anúncio desses investimentos em Tutoia, acompanhou o governador em uma vistoria na obra que vai solucionar o problema da água no município.

Por blogh 27 de outubro de 2015 0

GOVERNO PETISTA MUDA DISCURSO, PARA JUSTIFICAR CORRUPÇÃO

corrupcao

Antigamente esta turma que hoje rouba o Brasil tinha um discurso: Precisamos assumir o poder para acabar com esta roubalheira. Porque nós somos os paladinos da moralidade e probidade. Hoje pegos com a mão na botija eles usam outro discuso: Isto já vinha acontecendo há muito tempo no Brasil. Não fomos só nós que roubamos. Eu vos pergunto: Isto é discurso de gente séria?  Não. Isto é desculpa de ladrão.  Fico chateado porque tenho visto pessoas de bem usando o discurso preparado pelos ladrões. Você que não rouba e nem está tirando vantagem alguma destas falcatruas deveria ter vergonha em defender os ímprobos e utilizar-se de seus discursos. Pois o fato de existirem muitos ladrões não tornará a pratica do roubo uma atitude ética. Não me venham com esta desculpa que sempre foi assim. Não. Desta vez é diferente. Os outros ladrões de outrora, nunca haviam quebrado o país.

Eu não estou irritado porque a minha conta de luz subiu 50%.
Eu não estou irritado porque o dólar chegou a R$3,88.
Eu não estou irritado porque o país está em recessão.
Eu não estou irritado porque o desemprego chegou com força em todos os setores da economia.
Eu não estou irritado porque direitos trabalhistas foram surrupiados do povo.
Eu não estou irritado porque, mais uma vez, a tabela do imposto de renda não foi corrigida da forma correta.
Eu não estou irritado porque, mesmo pagando 40% do que ganho para o Governo, não tenho saúde, educação e segurança para viver.
Eu não estou irritado porque encher o tanque do meu carro passou a custar R$200,00.
Eu não estou irritado porque a maior empresa do Brasil não consegue publicar o seu balanço há seis meses, por conta da corrupção.
Eu não estou irritado de saber que foram desviados R$88 bilhões da maior empresa do Brasil.
Eu não estou irritado em saber que o BNDES empresta bilhões de reais para ditaduras ao redor do mundo e se nega a prestar contas desses empréstimos por se tratarem de “contratos secretos”.
Eu não estou irritado em saber que o presidente do Senado Federal, o presidente da Câmara dos Deputados, entre muitos outros, são suspeitos de corrupção.
Eu não estou irritado em saber que o ex presidente ameaçou colocar um exército paralelo nas ruas para coibir quem pensa diferente dele.
Eu não estou irritado porque esse mesmo ex presidente me chamou (eu e 40 milhões de brasileiros) de nazista por pensar diferente dele.
Eu não estou irritado porque o Governo paga pessoas para se manifestarem a seu favor.
Eu não estou irritado por nada disso. Segundo a cartilha do Governo, eu estou irritado porque eu não gosto de pobre. Porque me irrita ver pobre andando de avião (????). Porque melhoria da qualidade de vida dos pobres me aflige, tendo em vista eu ser da elite branca. É isso que estão dizendo. E ai de mim em pensar o contrário.
Mas eu não penso assim. E ninguém vai me calar…Os 10% da população que ainda defendem esta facção criminosa que está no poder são exatamente aqueles dependurados nos cabides de empregos oferecidos pelo PT ou então os beneficiários do pão com mortadela!
Bóra exercer nossa cidadania, pessoal! O BRASIL não suporta mais esse desgoverno DELINQÜENTE, incompetente, inapto, inepto, inábil, corrupto e bolivariano!

pt-corruptos-fora

Por blogh 26 de outubro de 2015 0

HOSPITAL DR. JACKSON LAGO JÁ ATENDEU MAIS DE 1.300 PESSOAS EM MENOS DE UM MÊS

Foto 1

O paciente Sebastião Paulino, ao lado da enfermeira Nadilene Nogueira e seu acompanhante, Raimundo França;

“Tratamento melhor que o daqui de Pinheiro não tem não”, comemora Sebastião Paulino dos Inocentes, 42 anos, um dos mais de 1.300 pacientes que receberam atendimento no Hospital Regional da Baixada Maranhense, Dr. Jackson Lago, inaugurado no dia 28 de setembro pelo governador Flávio Dino e que está absorvendo toda a demanda por tratamento de alta complexidade de 34 cidades da Baixada Maranhense.

Até a última quinta-feira (22), o Hospital já realizou 44 internações ortopédicas, 21 internações cirúrgicas, 24 internações médicas, sete pediátricas e seis internações na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Os casos que necessitaram de cirurgias foram 24 ortopédicas, cinco neurológicas e 24 intervenções cirúrgicas gerais.

Foto 2

Dona Ângela dos Santos observando o filho, Clebernilson, que brincava com um jogo eletrônico;

A lavradora Ângela dos Santos, moradora de São Bento, já tinha levado seu filho Clebernilson, de 11 anos, a vários hospitais da região, sem conseguir identificar qual o problema de saúde. “Ele começou com uma forte pneumonia, causando um derrame pulmonar. Aqui os médicos fizeram vários exames e descobriram que ele tem um sopro no coração (cardiopatia), e nesses 10 dias que estou aqui ele tem melhorado bastante”, contou a mãe emocionada.

Também foram realizados atendimentos no setor ambulatorial de alta complexidade, foram mais 1.167 atendimentos distribuídos entre a clínica geral, pediatria, ortopedia, cirurgias, neurologia e oftalmologia. Ao todo, o hospital já realizou, antes mesmo de completar um mês após a inauguração, 1.322 atendimentos.

Para o Dr. Rafael Hortegal, clínico geral, a maioria dos pacientes atendidos no Hospital Dr. Jackson Lago são de cidades próximas, e não só de Pinheiro. No setor de trabalho do médico, a maioria dos pacientes que atende são de Central do Maranhão, Bacuri, Cururupu, Peri Mirim, e entorno.

O médico Rafael Hortegal, ao lado do paciente Antonio Rodrigues e seu irmão;

O médico Rafael Hortegal, ao lado do paciente Antonio Rodrigues e seu irmão;

“O primeiro paciente internado aqui no dia 28 de agosto, veio do município de Central e recebeu alta na semana passada, dia 18. Chegou aqui com a diabetes descontrolada, muitas infecções fúngicas na pele e com sequelas de AVC. Analisando a situação financeira da família, seria pouco provável que o paciente tivesse condições de ir até São Luís procurar atendimento médico especializado de alta complexabilidade. O tratamento foi feito aqui com uma medicação que eu nunca tinha visto na região”, explicou Dr. Hortegal, que há três anos trabalha na região da Baixada.

O médico complementa que sente-se orgulhoso de ter sua formação aqui no Maranhão e de poder continuar tratando dos maranhenses em um hospital do porte do Dr. Jackson Lago. “Para mim é uma honra trabalhar em um hospital desse porte, pois nesses três anos trabalhando nos municípios de Palmeirândia, Peri Mirim e Mirinzal, locais com limitações no tocante ao tratamento médico, eu posso ver o quanto é importante um hospital dispor de um suporte avançado e próximo”.

Por todas essas comodidades, o pescador e morador de Peri Mirim, Sebastião Paulino dos Inocentes, agradece o tratamento recebido. “Quero ficar logo bom, voltar a pescar meus peixes e vender. Queria agradecer a Deus por ter colocado tanta gente boa para cuidar de mim”, completou emocionado conta o pescador.

Durante reunião da Comissão Intergestora Regional de Pinheiro (CIR), realizada na sexta-feira (23) e que reuniu os gestores de 17 municípios para a assinatura do Termo de Gestão Compartilhada, dentro dos parâmetros dos Conglomerados Intermunicipais de Saúde, o secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, comemorou o sucesso e o êxito do hospital neste primeiro mês de atendimento.

 Equipe Multidisciplinar do Hospital da Baixada Maranhense.

Equipe Multidisciplinar do Hospital da Baixada Maranhense.

“Ficamos muito satisfeitos pelo impacto assistencial que o Hospital Dr. Jackson Lago tem dado aos municípios e, principalmente, aos maranhenses nesse primeiro mês de funcionamento. O governador Flávio Dino luta para acabar com as ‘procissões de ambulâncias’, termo usado pelo saudoso professor Jackson para falar da luta do nosso povo em busca de um atendimento médico resolutivo”, destacou Marcos Pacheco ao falar da importância da regionalização dos serviços de saúde.

O secretário Marcos Pacheco, também explicou a importância de ser mantido o atendimento nos hospitais municipais. “Já conversei com os prefeitos e expliquei que, o Hospital da Baixada veio para somar, e que nenhum gestor poderá fechar as portas dos hospitais municipais por cauda disso. Não é justo com o povo! Pelo contrário, daremos as mãos e pactuaremos agora, em CIR, que todos ajudarão uns aos outros, até chegarmos a um padrão aceitável que permita diminuir o sofrimento das pessoas. O maior compromisso do governo Flávio Dino é com elas e para elas”, pontuou Marcos Pacheco.

Por blogh 25 de outubro de 2015 0

OSTENTAÇÃO VALE A PENA?

ostentação

Ostentar riquezas, ostentar prazeres em detrimento ao sofrimento alheio e em especial com o dinheiro público e de ilícito e no mínimo revoltante, deixar de pagar os funcionários que trabalham com dignidade, como é o caso dos servidores da saúde de Pinheiro.

Não repassar o abono dos servidores da educação, deixar crianças sem a merenda escolar, são alguns dos desvios de conduta de gestores municipais que causam transtornos a toda uma sociedade que sofre com a péssima qualidade de serviços prestados.

Será que vale a pena causar tanto sofrimento a terceiros e perder seu próprio sono?

Uma Boa Noite De Sono – “O sono do trabalhador é ameno, quer coma pouco quer coma muito, mas a fartura de um homem rico não lhe dá tranqüilidade para dormir.” – Eclesiastes 5:12

Sempre temos uma boa noite de sono depois de um dia em que ficamos exaustos fisicamente. Não há nada como uma boa noite de sono para acordarmos cheios de energia e restaurados. Se você não consegue dormir por que você fica até as 3:15 da madrugada se preocupando com as tuas posses, você deveria rever as tuas prioridades. Os teus bens realmente valem mais do que um sono tranquilo e merecem tanta atenção que afetem o teu comportamento e a tua paciência com as pessoas durante o dia?

Por blogh 24 de outubro de 2015 0

GOVERNO FLÁVIO DINO E POPULAÇÃO SATISFEITOS COM ATENDIMENTO DO HOSPITAL REGIONAL DR JACKSON LAGO.

blog

Em reunião de trabalho realizada hoje (24) no hospital regional Dr Jackson Lago o secretário de estado da saúde Dr Marcos Pacheco falou ao diretor geral Dr Leonardo Sá e ao vereador João Morais da satisfação dos usuários do hospital e do governo Flávio Dino pelo atendimento e pelos serviços prestados.

A nossa ideia é criar um pólo de assistência à saúde de alta complexidade progressivo para diminuir gradativamente , aquilo que o Dr Jackson Lago chamava de procissão de ambulâncias para os hospitais da capital, disse o secretário.
Pacheco fez referências a Dr Leonardo Sá como um amigo e colega de profissão, que está fazendo um excelente trabalho de gestão a frente daquela casa de saúde e que os usuários estão reconhecendo.

Quanto ao sofrimento das pessoas que precisam fazer hemodialise em São Luís, questionado pelo vereador João Morais, o secretário respondeu, que foi determinado pelo governador Flávio Dino o reinício das obras de construção do centro de hemodialise ao lado do hospital regional Dr Jackson Lago. Com possibilidade de funcionamento para o próximo ano.

Uma reunião com secretários municipais realizada ontem (23) para assinar o termo de gestão compartilhada, ficou claro aos profissionais de saúde de cada município em relação a regulação. Este hospital não é para procedimentos de baixa complexidade como por exemplo arrancar uma unha, isso pode ser feito nos hospitais municipais ou até mesmo em um posto de saúde, se fizéssemos esse procedimento aqui, poderíamos está ocupando o leito de um paciente que realmente precisa do atendimento de alta complexidade, finalizou o secretário Marcos Pacheco.

Por blogh 24 de outubro de 2015 0

Othelino esclarece alterações no Código Tributário do Estado e defende medidas para conter crise econômica.

othelinoneto

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) desfez na tribuna, na sessão desta quarta-feira (07), comentários inverídicos que surgiram sobre as alterações no Código Tributário do Maranhão, cuja lei passou por unanimidade na Assembleia Legislativa. Segundo ele, os parlamentares aprovaram o projeto por terem sensibilidade e compreenderem o momento de crise econômica e política que vive o país, que se radicalizou este ano com impactos mais fortes em vários estados que tiveram que fazer adaptações no sentido de reduzir despesas e aumentar a receita.

Na tribuna, Othelino lembrou que o Maranhão tem garantido o pagamento de sua folha até o final do ano e dos meses restantes com o décimo terceiro e vem, com muito sacrifício, honrando os seus fornecedores, graças a essas medidas de austeridade. Ele citou o Artigo 1º  que alterou o Artigo 5º da Lei n.º 8.205, acrescentando alguns itens ao Fundo de Combate à Pobreza. “Existe uma previsão constitucional e ele foi instituído no governo anterior”, frisou.

Segundo Othelino, o que o atual governo fez foi acrescentar outros itens ao Fundo de Combate à Pobreza que tiveram aumento na alíquota do ICMS: triciclos e quadriciclos, helicópteros, aeronaves adquiridas por pessoas físicas com fins lucrativos, embarcações de esportes e recreação, bebidas isotônicas, bebidas energéticas, cosméticos importados, álcool para fins não carburantes, etc.

“Quais desses itens aqui afetam a vida do maranhense mais pobre, do cidadão comum? Eles atingem uma estrita minoria que, certamente, não deixará de comprar o helicóptero, a aeronave, de fazer a aquisição desses artigos de luxo por conta de ter aumentado de 1% para 2% a alíquota do ICMS. Então venhamos e convenhamos, atacou-se onde a tributação? Naqueles que mais têm e que, com certeza, não deixarão de ter os produtos por conta disso”, comentou o deputado.

No pronunciamento, Othelino esclareceu que a alíquota de 17% passou a ser 18%, de acordo com o Artigo 2º da lei que a Assembleia aprovou, mas a de 25% não foi alterada porque iria provocar aumento no combustível, energia elétrica, etc. “Isso sim poderia gerar um reajuste em efeito cascata, ou seja, o governo do Estado teve o cuidado de não mexer nessa alíquota justamente porque isso seria mais sensível para a população e poderia gerar uma retração ainda maior na economia. A alteração que foi feita foi no sentido de promover justiça tributária e de permitir que o Estado tenha fôlego para continuar cumprindo com as suas obrigações legais”, explicou.

Medidas menos doloridas

Para Othelino Neto, no caso específico do Maranhão, comparando-se aos outros estados da federação, inclusive com maior capacidade de arrecadação, as medidas adotadas foram muito menos doloridas e amargas. O parlamentar lembrou que o governo cancelou diversas isenções de impostos que foram concedidas ao arrepio da lei, na gestão anterior, e que fizeram com que o Estado deixasse de arrecadar, no período de 2011 a 2014, cerca de R$ 1 bilhão. “Imaginemos nós o impacto disso na vida dos maranhenses”, frisou.

“Temos que evitar que se manipulem as informações no sentido de tentar passar a imagem de que, simplesmente, o governo do Estado teria resolvido aumentar imposto de forma descabida no que se tratou desta lei que foi aprovada pela Assembleia”, comentou Othelino.

Concessão de benefícios

O deputado disse que esses benefícios, que foram permitidos através da concessão do regime especial para diversas empresas (muitas delas pertencentes a ex-secretários), vários deles já revistos no atual governo, receberam a concessão do regime especial de tributação.

“O atual governo está revisando essas concessões. Aquelas que estiverem dentro da lei serão mantidas, as que não estiverem serão canceladas como várias já foram. Por outro lado, é preciso considerar que foram garantidos benefícios fiscais a micro e pequenas empresas que são as maiores responsáveis por geração de emprego e, consequentemente, de renda no Estado para tentar diminuir o efeito da crise e tentar ver se a economia maranhense consegue reagir a esse momento de crise nacional”, afirmou Othelino.

Fiscalização mais rigorosa

O deputado disse ainda que, a partir do governo Flávio Dino, o Maranhão passou a fiscalizar com mais rigor esses benefícios, por isso houve um aumento na arrecadação. Mas, segundo ele, isso não quer dizer que tenha havido um acréscimo de receita porque o repasse no Fundo de Participação do Estado, em todos os meses, vem sempre abaixo daquilo que estava planejado. Só no mês de setembro, o FPE veio 16 milhões de reais a menos do que era esperado

Para o parlamentar, a competência da equipe da Secretaria Estadual da Fazenda em aumentar e melhorar a fiscalização e o combate ao gasto de recursos públicos com supérfluos que o governo Flávio Dino fez, cancelando aquilo que era excessivo e que não era necessário, que permitiram que o Maranhão não tivesse entrado em situações lastimáveis como outros estados que não estão conseguindo honrar com suas folhas de pagamento.

Por blogh 23 de outubro de 2015 0

Vereador Elizeu de Tantan (PSB), solicita CPI para abrir a caixa preta da educação no município de Pinheiro.

Hoje pela manhã o vereador Eliseu Rodrigues Furtado protocolou o pedido de CPI, junto a mesa Diretora da Câmara Municipal de Pinheiro, para investigar irregularidades na aplicação dos recursos do FUNDEB. O pedido apresentada pelo vereador já consta com assinatura dos 5 vereadores necessários para ser constituída.

Dentre os motivos para a criação da CPI, segundo o vereador estão: ” a má utilização na aplicação dos recursos do FUNDEB e as denuncias constatadas no Relatório feito pela Comissão de Educação da Câmara Municipal, esta constituída pelos vereadores Lucas do Beiradão, João Moraes e Concita de Luis Pajé, outro fator importante são as varias denuncias festas pelo Sindicato Municipal de Educação. Temos material suficiente para respaldar esse pedido e dar uma resposta a sociedade investigando o que de fato acontece na educação conclui  Eliseu de Tantan.

Também é importante o fato de nos últimos seis meses de 2014, o prefeito Filuca Mendes ter utilizado 10 milhões na locação de veículos para transporte escolar deste município, Isto em plena COMPANHA POLITICA PARA ELEIÇÃO DO SEU FIL HO VICTOR.

O prefeito Filuca Mendes tem ganhos significativos com o FUNDEB, mas eles não beneficiam os profissionais da educação como esperado.

Investigação já! O povo de Pinheiro precisa mudar essa realidade.
PINHEIRO MERECE MAIS!

Por blogh 23 de outubro de 2015 0

TRANSPARÊNCIA NA CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DO HOSPITAL Dr. JACKSON LAGO É ELOGIADA POR FUNCIONÁRIOS SELETIVADOS.

hospital

O princípio da impessoalidade caracterizou a contratação de profissionais da área da saúde para trabalharem no Hospital Regional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago. O hospital foi inaugurado em setembro pelo governador Flávio Dino para atender a mais de 600 mil pessoas da Baixada Maranhense e o modelo de contratação rompeu com a prática de indicação para as vagas, o que ocorria nos anos anteriores na rede estadual de saúde.

“A forma escolhida para selecionar os profissionais foi baseada na vivência profissional, o que na minha avaliação foi justa e eficaz, com isso, temos uma equipe motivada e esforçada a fazer o melhor pela saúde de quem é atendido nesse hospital”, declarou a enfermeira Denise Boas, 30 anos, que comemorou o novo modelo de gestão.

O modelo de contratação também foi destacado pela supervisora de Recursos Humanos (RH), Ana Janaína Santos Ramalho, de 32 anos. “Achei organizada e eficaz a forma como fomos chamados e podemos ver que temos profissionais capacitados, comprometidos com o trabalho que desempenham”, ressaltou.

Foram registradas 5.532 inscrições para preencher as 396 vagas disponíveis para diversos cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior. Dentre as vagas, 20 foram ocupadas por pessoas com necessidades especiais. Dentre os critérios avaliados durante a análise dos candidatos estão: a formação acadêmica, a experiência no cargo pretendido e a entrega dos documentos exigidos em edital.

“Por meio desses certames, a pessoa para trabalhar na Rede Estadual de Saúde não depende mais de indicação. Ela pode conquistar uma vaga mediante esforço próprio, estudo e vivência profissional. Esse é o principio da impessoalidade, onde a SES está oportunizando o trabalho a todos, levando em consideração, sobretudo, a qualificação e o mérito”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco.

Por blogh 23 de outubro de 2015 0