A LUTA DOS PROFESSORES É POR MAIS RESPEITO, DIGNIDADE E MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO!

Professores em luta

Os verdadeiros professores são aqueles que realmente se preocupam com a educação, lutam dentro e fora das escolas por mais dignidade, mais respeito e um melhor ambiente de trabalho e aprendizado, são essas as bandeiras que o SINPROSEMPI tem levantado na cidade de Pinheiro.

É em busca dessas ideais que os professores se indignam e lutam contra um gestor municipal que durante a campanha politica, como sempre, promete e não cumpre, vemos todas as suas ações num sentido de retrocesso ao bom desenvolvimento de uma cidade tão importante quanto a nossa.

Prefeito de Pinheiro passeando em Paris

Prefeito de Pinheiro passeando em Paris

Seu slogan de campanha era: Prefeito que fez, Prefeito que faz. Faz o quê? Vamos listar aqui algumas ações do prefeito de Pinheiro:

  • Fechou escola para transformar em camelódromo;
  • Fechou escola para fazer posto de saúde, abandonando o posto que já existia;
  • Instalou câmeras nas escolas para monitorar professores, mas abandonou os laboratórios de informática e as bibliotecas;
  • Não deu continuidade ao projeto das quadras poliesportivas;
  • Não deu continuidade ao projeto das creches;
  • Sancionou uma lei que contemplava o difícil acesso de professores da zona rural, mas recorreu em São Luís alegando inconstitucionalidade;
  • Recebeu dinheiro para a perfuração de poços nas escolas, mas há alunos que saem cedo por falta de água;
  • Em algumas escolas os professores se mobilizam para comprar água, mas tem que ser de empresa indicada por ele;
  • Criou um decreto vetando licenças;
  • Desconta a falta do professor que não trabalhar aos sábado;
  • Climatizou algumas escolas da sede e exige que os pais dos alunos comprem casacos com o nome da escola;
  • Os professores são obrigados a usar crachás fornecidos pela prefeitura (desperdício do dinheiro da educação), mas qualquer pessoa entra nas escolas sem necessitar identificar-se;
  • Deu abono de R$ 35,00 aos professores, mas pediu de volta para comprar jalecos;
  • Deixou que o poço artesiano da escola da matriz fosse entupido por não pagar ao empresário que o perfurou;
  • Reduziu a aplicação dos recursos da merenda escolar, o que acabou diminuindo a qualidade da merenda;
  • Continua usando transporte escolar inadequado, o que é proibido por lei (ônibus, caminhões e D20 velhos e sem segurança);
  • Está mais preocupado em vigiar os professores com câmeras nas salas de aula do que em aparelhar as escolas com recursos como projetores, computadores, bibliotecas, DVD, etc;
  • Há várias escolas em estado de abandono;
  • Nunca se reúne com professores para discutir melhorias na educação, nunca se dispõe ao diálogo;

Professores valorizados, respeitados e efetivamente capacitados têm mais prazer em trabalhar. Escolas com mais recursos didáticos e com serviços básicos como água, merenda de qualidade, banheiros limpos e salas conservadas motivam nossos filhos e alunos.

“quando eu perder a capacidade de indignar-me ante a hipocrisia e as injustiças deste mundo, enterre-me: pois decerto já estou morto”.

(Augusto Branco)

Comente